20 setembro 2007

Welcome to my world - parte 3

O Trophy Building te coloca num anexo de Graceland onde estão os dicos de ouros de Elvis, desde aqueles obtidos na época em que ele começou gravando pela Sun até os últimos da carreira. Também lá estão as botas de ouro em miniatura e os gramofones. Impressiona e eu não resisti à tentação de procurar onde estava o That's the way it is, o meu álbum preferido. Claro que, ao achá-lo, eu me tirei uma foto com ele.

Virando à esquerda, os figurinos originais dos filmes, cartazes e objetos dos sets de filmagem e até o uniforme utilizado nos tempos do Exército. Ali é para você olhar com mais calma cada um. Bom, ao menos foi isso o que fiz. Gostei muito de ter visto o agasalho do personagem Kid Galahad. Num sei porque, mas eu gostei. Coisa de fã. É tipo: você olha e diz - Eita, aquele é esse, isso é daquele; e começa a relembrar na sua cabeça as cenas dos filmes (nesse, especialmente, Elvis é um boxeador treinado por Charles Bronson).

Quando você sai de lá dá de cara com a piscina, aquela mesma onde Elvis aparece abraçado a Priscilla na borda, depois saltando de trampolim... Enfim, você que é fã sabe do que tô falando. Achei a bichinha tão abandonada com aquelas folhas e ao mesmo tempo me passou um saudosismo tão grande. Tempos alegres Elvis viveu ali. Passeando por lá estava um esquilo. Fiquei tão surpresa por ver um esquilo pela primeira vez. Não sabia que eles habitavam aquelas bandas e muito menos Graceland.

Logo adiante há duas placas: em frente, Racquetball Building; à direita, Meditation Garden. Teve gente que passou direto para o Mediation Garden, é lá que fica o túmulo de Elvis. Naquela "encruzilhada", reencontrei as meninas. Disse a elas que preferia deixar aquilo por último e elas também acharam melhor. E foi bom. Sabe por quê? Quando eu entrei no prédio, aparentemente não achei que tivesse nada demais. Três ambientes, onde - do lado direito - havia alguns cartões para Elvis em cima de um balcão, - do esquerdo, uns aparelhos de jogo, e embaixo - um jogo de sofás com um enorme urso panda sentado.

Mas quando abri a porta seguinte, meus olhos e minha boca se abriram simultaneamente. Soltei um "uau" em voz alta também. A sala tem uma parede altíssima e, de cima até embaixo, há vários discos de ouro, separados por ou outra roupa que Elvis usou e uma TV tocando o Aloha. Foi o local que mais me impactou visualmente. É impressionante ver tudo aquilo que o talento dele gerou e que ele conquistou em vida. Ali ali meio que me deixou calibrada para o que viria a seguir: o Meditation Garden.

2 Comments:

At 22 setembro, 2007, Blogger annix said...

Endosso o seu "uau"!

 
At 06 janeiro, 2008, Anonymous Lili Presley said...

Gil,

todos os depoimentos que li até hoje, fazem exatamente essa referência sobre Elvis, nesse local é que as pessoas podem perceber o quão importante, amado e admirado Elvis se tornou, é por isso que hoje, mesmo após 30 anos de saudades, ele ainda consegue record de vendagem, e ainda conquista primeiro lugar nas paradas de sucesso. Está respondido o por que ele será inesquecível, e sua legião de fãs cresce diariamente em todo o planeta.

 

Enviar um comentário

<< Home