29 junho 2008

Casamento em Graceland

Eu já disse que detesto fazer tudo igual ao que as outras pessoas fazem?

Pois é. Eu não gosto.

E não é exatamente por isso que faço o que a maioria não faz, mas é porque geralmente eu acho que o diferente está mais para a minha cara do que aquele modo previsível dos outros.

Bom, resumindo: cá estou planejando fazer algo incomum. Sim, estou planejando casar em Graceland. Expe já topou e a idéia é que ocorra em agosto do ano que vem. Planejávamos em janeiro de 2010, aproveitando as comemorações de 75 anos de nascimento de Elvis, mas como tenho milhas que expiram em agosto do ano que vem, achamos que é melhor aproveitar uma coisa só.

Ainda estamos sondando tudo e, portanto, não é nada definitivo.

De toda forma, depois de uma longa espera, o pessoal de Graceland descreveu o que é preciso fazer para casar lá.

Achávamos nós que era uma coisa tipo faz-de-conta como em Las Vegas, porém estávamos enganados. Temos que ter uma licença do estado do Tennesse para casar lá e o casamento será legalizado no Brasil, bastando apenas seguir os procedimentos consulares daqui.

A burocracia é um negócio chato, mas a idéia de casar na Chapel in the Woods é tão encantadora que estou lendo calmamente todas as explicações para ver se é possível.

Uma coisa que me ocorreu hoje de manhã é que ao invés de primeiro casar lá pra legalizar aqui, a gente pode casar no Civil aqui e renovar os votos lá. Ou seja, a cabeça está fervilhando. E bom é que, além de ser algo tão incrivelmente inesquecível que eu, que nunca me vi vestida como noiva casando, me pego a imaginar entrando na igrejinha para 50 pessoas nos fundos de Graceland, para deixar ainda mais especial a minha história de amor com Expe.

Já estamos juntos há oito anos e, apesar de fazendo lá a cerimônia, a gente não ia poder contar com a presença de parentes e amigos, não tenho dúvida alguma de que seria mágico.

Ou será?

Well, o fato é que ano que vem está certo o retorno para Memphis. Espero que Expe consiga o visto, por isso vamos começar a organizar tudo a partir de agosto, que é para ter essa definição ainda neste ano.

Bom, o que até agora entendi foi:

- o pacote básico é para uma cerimônia de uma hora e meia, o custo é de 650 dólares (cada hora adicional custará mais 100 dólares) e inclui: a decoração da capela, a área da recepção e o entorno do lado de fora, o que seria aqui no Brasil correspondente ao padre, a sala onde a noiva poderá se trocar e 15 minutos para fotos nos degraus da frente de Graceland (se as condições de tempo permitirem) para os noivos e mais seis convidados.

- a cerimônia poderá ocorrer de segunda a sábado, das 10h às 18h e só não é possível casar lá na noite do dia 31 de de dezembro, no dia 1º de janeiro, no dia do aniversário de Elvis (8 de janeiro), no dia 16 de agosto (morte de Elvis), no Dia de Ação de Graças, no dia e na noite de Natal. Durante a Elvis week a disponibilidade é limitada e é justamente nesta data que pretendemos nos casar lá, ou seja, teria que ser definido logo.

- a música tocada obviamente será Elvis, há um CD que fica tocando 13 canções românticas do Rei e isso já tá incluso no aluguel também (mas a pessoa pode escolher outras, no entanto, alguém teria que ficar coordenando as músicas).

- sobre as flores: já inclusas no pacote estão as flores mas o buquê pode ser encomendado com eles e seria composto por 12 rosas (a cor seria de nossa escolha) e custaria 95 dólares !!!!!!!! ou apenas um botão por 10 dólares.

- o bolo sairia por 105 dólares !!!!

- a parte da fotografia eu ainda não entendi direito. Eles disponibilizam um fotógrafo profissional, aí eles dizem que geralmente as pessoas contratam por 295 dólares para esse pacote básico e dá direito a um álbum de 40 fotos. Só que aí falam que para casais de fora, o ideal é contratar um serviço de 75 dólares porque as fotos ficam prontas em 24 horas, aí não sei se isso é só a impressão ou se é por conta de não residirmos em Memphis. O CD com todas as fotos tiradas será vendido por 125 dólares!!!!

- quem quiser filmagem por uma hora e meia pagar 225 dólares e, peloo que entendi, mais 75 para ter os dois DVDs prontos em 24 horas.

- uma tradicional limousine, pelo o que entendi, é de praxe eles arrumarem pra noiva e não vi preço algum embaixo dessa explicação:P

- se quisermos convites impressos, custam 2,95 por pessoa.

- eles têm uma tradição de incluir velas na cerimônia, o aluguel de uma seria 9,95 dólares. Há um outro esquema que chamam de unity candle, onde há um arranjo com três velas, sendo que duas representam a vida que os noivos tinham individualmente antes de casar e que depois apagam e fica acesa apenas uma, simbolizando a união do casal (achei tão lindo, custa 15 dólares).

- se quisermos um certificado de casamento personalizado pagamos 24,95 dólares.

- eles vendem um cd chamado Chapel in the woods somente para casais que casam ou renovam os votos lá por 18,95 dólares (interessante....)

- eles vendem duas taças de champagne relativa ao casamento por 24,95 dólares.

Bom, quando o contrato é assinado para casar lá você precisa pagar 300 dólares, que não lhe são devolvidos caso você desista.

Como eu disse, agora é procurar saber dos tramites legais com mais detalhes e tentar conseguir o visto para Expedito.

Aguardem notícias (de preferências boas) e wish me luck.

1 Comments:

At 03 fevereiro, 2009, Blogger Lucimara said...

Lindo! Amei!

 

Enviar um comentário

<< Home